Circuito Netas
  • Home

6 tendências sobre desenvolvimento de equipes

O desenvolvimento de equipes é um tema que está em voga na atualidade, visto que os gestores de hoje estão entendendo melhor a importância que desenvolver as competências e habilidades de seus colaboradores têm para o crescimento de uma empresa.

Portanto, acompanhar as tendências de treinamento e desenvolvimento de equipes passa a ser uma tarefa crucial para garantir uma boa gestão de time e trabalhar por melhores resultados.

Para ajudá-lo nisso, listamos abaixo 6 tendências importantes sobre desenvolvimento de equipes, que todo gestor deve levar em consideração na hora de montar o seu planejamento. Confira!

1. Mensuração dos resultados

Mais do que oferecer treinamentos técnicos e comportamentais, uma grande tendência no mundo corporativo é mensurar e avaliar os resultados deste tipo de ação. De nada adianta colocar o desenvolvimento de sua equipe no planejamento, se as estratégias para que isso ocorra não tenham como ser mensuradas.

Isso porque as métricas servem para mostrar ao gestor se sua equipe está indo no caminho certo e quais são os pontos a serem melhorados, o que é fundamental para a otimização dos resultados.

2. Feedbacks em tempo real

O feedback é uma ferramenta excelente para o desenvolvimento individual e em equipe de seus funcionários, mas também funciona de maneira reversa, sendo uma ótima forma de avaliar o trabalho do gestor e até a eficácia dos treinamentos oferecidos pela empresa.

Por esse motivo, sempre estabeleça uma cultura de feedback em sua organização, podendo implementar momentos específicos para isso e incentivando os feedbacks em tempo real, que são capazes de corrigir falhas pontuais e melhorar a comunicação entre colaboradores e líderes.

3. Desenvolvimento de liderança

Já ficou claro para os empresários que um bom líder é capaz de melhorar o clima corporativo e trabalhar o desenvolvimento de sua equipe.

As diferenças entre um chefe e um líder estão amplamente difundidas e os gestores que estão atentos a isso, sabem o quanto o desenvolvimento de liderança é uma tendência e quem não investir nisso pode acabar ficando para trás.

Por isso, lembre-se de que para a sua equipe crescer e se desenvolver, ela precisa de um líder com habilidades e treinamentos específicos para explorar todo o seu potencial.

4. Microlearning

Microlearning é um método de ensino à distância que se apresenta de maneira mais flexível aos colaboradores de uma empresa, adaptando-se melhor à sua rotina.

Dentro desta metodologia de ensino, o aprendizado é mais rápido e objetivo, pois nela o conteúdo total é dividido em minicursos, o que torna o treinamento menos cansativo e permite que ele seja feito aos poucos, de acordo com a disponibilidade do funcionário.

Além disso, quando um grande curso é dividido em pequenos cursos isso torna-se mais útil e claro em um ambiente corporativo, já que nem sempre todos os conteúdos são relevantes para toda a equipe.

Assim, cada funcionário realiza apenas os cursos que serão úteis para o desenvolvimento das habilidades e conhecimentos necessários para o desempenho da sua função, economizando tempo e recursos.

O conhecimento dentro de uma empresa é algo que deve ser valorizado e incentivado de diversas formas e o microlearning é apenas uma delas. Para desenvolver suas equipes o ideal é combinar vários tipos de treinamentos e ações que os mantenham inspirados e interessados no aprendizado constante.

5. Alinhamento aos valores e necessidades da empresa

Uma grande tendência na área de desenvolvimento de equipes é que cada vez mais os líderes e as empresas responsáveis por treinamentos estão realizando capacitações focadas nas reais necessidades da organização.

Ou seja, os treinamentos não são mais genéricos, mas sim adaptados aos valores e necessidades da empresa, o que proporciona uma melhor performance de seus membros, além da melhora de indicadores de RH, como turnover e absenteísmo.

6. Treinamento vivencial

O treinamento vivencial é uma ferramenta incrível para o desenvolvimento de equipes, pois ela trabalha todos os pontos importantes para isso, como: motivação, inspiração, conexão com a empresa, sentimento de pertencimento, união, trabalho em equipe etc.

Durante um treinamento vivencial, a sua equipe sai do ambiente de trabalho e mergulha de cabeça em uma experiência agregadora tanto para a sua vida pessoal quanto profissional.

As habilidades e conhecimentos adquiridos por meio de vivências são mais impactantes e se fixam melhor na mente de seus colaboradores, além de mostrar para eles o quanto eles são capazes de superar as dificuldades, o que mais tarde refletirá em seu modo de trabalho.

O treinamento vivencial aplicado pelo Circuito Netas tem o grande diferencial de se adaptar às necessidades da sua organização e funcionários, sendo assim oferecidos treinamentos completamente customizados para potencializar os resultados de sua empresa.

Quer saber mais como funciona o treinamento vivencial e como ele pode desenvolver a sua equipe? Entre em contato conosco e tire suas dúvidas!

5 dicas imperdíveis sobre perfis comportamentais

Conhecer os perfis comportamentais de sua equipe é uma grande chance de conhece-la melhor e acertar nas estratégias de gestão de pessoas. Confira algumas dicas!

Entender os diferentes perfis comportamentais é uma tarefa muito importante para conhecer melhor a sua equipe e trabalhar no desenvolvimento de cada um de seus membros, o que é essencial para alcançar melhores resultados em todos os setores de uma empresa.

Grande parte dos conflitos entre os membros de um time deve-se a essa falta de entendimento dos perfis comportamentais, já que cada pessoa é diferente da outra e têm uma bagagem educacional, cultural e emocional distinta.

Portanto, a empatia e a tolerância são pontos chave na gestão de pessoas e é por isso que existem tantos estudos sobre os perfis comportamentais no mercado.

Cada estudo classifica os perfis com nomenclaturas diferentes, porém, vamos citar aqui as classificações da metodologia, que dividiu os perfis comportamentais em quatro: os comunicadores, os executores, os planejadores e os analistas.

Pelos nomes já é possível ter uma base de como é o pensamento e o modelo de trabalho de cada um deles. Então, abaixo vamos dar algumas dicas de como usar esse conhecimento a favor de sua empresa. Confira!

1. Utilize o perfil comportamental no processo seletivo

O perfil comportamental é algo que pode ser usado desde o processo seletivo, para garantir contratações mais assertivas e alinhadas com a missão, visão e valores da companhia.

O fato é que hoje em dia, muitas vezes o perfil comportamental deve falar mais alto do que os conhecimentos e habilidades do candidato na hora da seleção. Isso porque as habilidades técnicas podem ser desenvolvidas com mais facilidade do que as comportamentais, visto que cada profissional tem um perfil divergente.

Claro que existem cargos extremamente técnicos, que exigem conhecimentos e experiências mais amplas, mas vai do recrutador saber identificar essas necessidades e desenhar o perfil desejado para a vaga, antes mesmo de ela ser divulgada.

Portanto, depois de definir o perfil comportamental e técnico ideal para trabalhar em sua companhia, escolha um bom teste comportamental para avaliar o candidato no processo seletivo e facilitar a sua escolha.

2. Melhore a gestão de pessoas com o perfil comportamental

Conhecer o perfil comportamental de cada profissional da sua equipe vai facilitar bastante a gestão de pessoas em sua companhia.

Por isso, além de aplicar um teste de perfil comportamental para os candidatos nos processos seletivos, aplique também em seus atuais colaboradores, a fim de entender melhor as características de cada um deles e desenvolver estratégias para otimizar os resultados da equipe.

Esse teste pode ser reaplicado uma vez ao ano, para observar as mudanças e fazer as alterações necessárias. Isso ajuda inclusive na construção de planos de carreira, na aplicação de feedbacks e na criação de ações de melhoria de clima organizacional, por exemplo, já que com esses resultados em mãos, o gestor saberá como agradar melhor a sua equipe.

3. Delegue tarefas com base nos perfis comportamentais

Saber avaliar os perfis comportamentais é fundamental para manejá-los de maneira correta. Por isso, o gestor deve se interessar muito pelo tema e estudá-lo constantemente.

Depois de compreender melhor quais são as características e os pontos fortes e fracos de cada perfil comportamental, fica muito mais fácil delegar e distribuir tarefas que sejam mais motivadoras para cada um dos colaboradores.

Certamente, ainda haverão tarefas menos desejadas por eles, porém, se o gestor acertar na delegação da maioria, construirá um ambiente muito mais motivador e satisfatório para toda a equipe, explorando ao máximo o potencial de cada um.

4. Valorize e explore as diferenças entre seus funcionários

Trabalhar com perfis comportamentais diferentes é algo extremamente positivo para uma organização e o desenvolvimento pessoal e profissional de seus membros.

O alinhamento de valores deve ser conciso, porém as outras características de um perfil comportamental podem e devem ser diferentes, já que cada cargo e função exige capacidades diferentes.

Existem pessoas que são mais comunicadoras, enquanto outras são mais analíticas etc e isso deve ser valorizado e explorado da maneira correta, para que seus funcionários entendam que a união de todos esses perfis é que farão com que a organização alcance às metas e objetivos propostos.

5. Utilize os perfis estrategicamente nos treinamentos corporativos

Pode ser que sua equipe atual não tenha os perfis comportamentais ideais para o desempenho de suas funções ou que não estejam alinhados com os perfis desejados pela companhia.

Neste momento, os treinamentos corporativos entram como uma grande solução e os treinamentos vivenciais se destacam, já que promovem experiências impactantes e com grande poder inspiracional e de identificação entre os membros de um time, tanto entre si quanto com os valores da empresa.

O Circuito Netas oferece treinamentos vivenciais customizados para a sua empresa e o perfil comportamental de seus colaboradores. Quer saber como podemos ajudar? Entre em contato conosco!

O desafio de ser mãe e profissional no ambiente corporativo

Desempenhar ao mesmo tempo as funções de mãe e profissional bem-sucedida no ambiente corporativo não é uma tarefa fácil, porém é completamente possível e recompensadora.

As mulheres vêm há anos trabalhando duro para conquistar seu espaço no mercado de trabalho e têm conseguido cada vez mais cargos e salários melhores, por mostrarem que podem sim desempenhar as mesmas funções que os homens, e com excelência.

O dilema entre ser mãe ou focar no ambiente corporativo

O preconceito e a discriminação com mulheres ocupando cargos gerenciais ou que exijam esforço físico ainda existe. Entretanto, as melhorias são visíveis e elas continuam mostrando o seu poder para que isso acabe.

Muitas mulheres têm o grande sonho de serem mães e o medo de que a realização deste sonho impacte em sua carreira acaba às deixando receosas sobre o momento ideal para isso.

Assim como também é comum que mulheres que já são mães e têm o sonho de crescer no ambiente corporativo, acabem deixando sua carreira de lado por achar que não seria possível conciliar as duas coisas.

Porém, é importante que as pessoas entendam que com foco, planejamento e organização é possível aliar as duas funções e ser uma mãe e profissional realizada. Diversas mulheres vivem essa dupla jornada felizes e produtivas e ainda são referência de sucesso para seus filhos!

Os principais desafios das mães que trabalham

Os desafios das mães que trabalham são muitos e ocorrem diariamente, já que com crianças em casa as surpresas não são raridade e sempre há algo novo a ser feito.

Porém, dentre os principais desafios enfrentados pelas mães que também atuam no mercado de trabalho, podemos destacar os seguintes:

  • Encontrar uma boa creche ou babá de confiança para cuidar das crianças durante o horário de trabalho;
  • Ter tempo para preparar comida, dar banho, ajudar nas tarefas escolares e brincar com os pequenos;
  • Ter disponibilidade para comparecer nas reuniões e eventos escolares;
  • Precisar se ausentar do trabalho quando a criança fica doente.

Tudo isso pode parecer bastante complicado em um primeiro momento, mas com disciplina e muito amor, é possível desempenhar com excelência os dois papéis. Afinal, sabemos da importância de ser uma boa profissional e como dar esse exemplo em casa pode impactar na educação das crianças.

O importante é que a mãe faça a escolha que julgue melhor para si. Têm mulheres que realmente preferem abandonar a carreira e se dedicar exclusivamente à educação de seus filhos e não há problema nisso, desde que a faça sentir-se plenamente feliz e realizada.

Investindo em tempo de qualidade com os filhos

Sabe quando a pessoa não consegue se desconectar do trabalho e todo o tempo que passa com a sua família, permanece checando e-mails, falando ao telefone ou até mesmo acessando as redes sociais?

Essa cena está muito comum nos dias de hoje e esse é um dos principais motivos que fazem com que as mães que trabalham fora pensem que não é possível ser uma profissional bem-sucedida e acompanhar o crescimento das crianças.

Para contornar essa situação, investir em tempo de qualidade com os filhos é imprescindível. “Tempo de qualidade” é uma expressão utilizada para falar do tempo que passamos realmente aproveitando o momento, e neste caso, dando total atenção às crianças.

Ou seja, ao invés da mulher passar várias horas do seu dia com seus filhos, mas sem estar de fato conversando com eles, brincando com eles e curtindo a sua presença, esse tempo não é de qualidade. O que significa que se ela reservar um tempo menor em meio à sua rotina, mas usá-lo com qualidade, ele será muito mais positivo para a sua relação com os pequenos.

O mesmo vale para o trabalho. Focar totalmente em suas tarefas durante o expediente é primordial para que quando a mulher saia do escritório, possa ocupar a sua mente com sua função de mãe.

Portanto, o equilíbrio é a chave do sucesso de uma mãe e uma profissional bem-sucedida dos dois lados. Investindo em tempo de qualidade, a mãe sentirá as mudanças positivas em sua vida pessoal e profissional!

O Circuito Netas oferece um treinamento completo, que visa desenvolver em seus colaboradores a valorização de hábitos saudáveis, produtividade, conhecimento, networking e equilíbrio, o que também pode ajudar suas funcionárias que são mães a se sentirem realizadas em todo os âmbitos de sua vida.

Quer saber mais sobre nossas soluções e como elas podem impactar os resultados de sua empresa? Entre em contato conosco!

5 sinais que sua empresa precisa de um treinamento de equipes

Está em dúvida se sua empresa precisa investir em um treinamento de equipes? Veja alguns sinais no dia a dia da sua companhia que podem indicar essa necessidade!

O desenvolvimento de equipes é uma estratégia importante para manter os processos da empresa alinhados com suas metas e objetivos, já que muitas vezes as dificuldades na gestão do time podem impactar diretamente no faturamento da companhia.

Alguns sinais sutis que são percebidos no dia a dia da empresa podem indicar a necessidade de um treinamento de equipes, cujo objetivo é unir os colaboradores e desenvolver suas habilidades individuais e conjuntas, potencializando os resultados da organização.

Se você desconfia que seu time está precisando e pode se beneficiar com um treinamento, separamos abaixo 5 sinais que vão confirmar essa necessidade. Confira!

1. Funcionários desmotivados

Seus funcionários já não têm o mesmo ânimo de antes para o trabalho? Não demonstram proatividade, novas ideias e as faltas e atrasos são recorrentes?

Essa falta de motivação é extremamente nociva ao ambiente de trabalho, pois até quem chega cheio de vontade de fazer acontecer, pode se desanimar diante da apatia de seus colegas.

A desmotivação pode inclusive ser medida por meio dos indicadores de rotatividade de colaboradores, que quando não estão satisfeitos, pedem demissão ou demonstram tanta falta de comprometimento, que são desligados da companhia.

O ganho de motivação após o curso mostra claramente por que fazer um treinamento de equipes pode salvar a sua empresa!

2. Falta de integração e colaboração entre a equipe

Quando os membros de uma equipe não interagem e conversam entre si, muitos problemas são desencadeados devido a essa falta de comunicação. A formação de grupos isolados também é muito prejudicial, já que informações importantes acabam sendo omitidas, afetando o andamento dos processos.

Ter uma equipe sinérgica, onde cada indivíduo se preocupa em colaborar com o trabalho do outro, focando seus esforços no mesmo objetivo, é fundamental para a construção e manutenção de um bom clima organizacional.

3. Queda de produtividade

Seu time não vem batendo as metas estipuladas há algum tempo? Ou eles até conseguem entregar tudo o que foi pedido, mas não com a mesma qualidade de antes?

A queda de produtividade é um grande sinal de que as coisas não vão bem, o que pode ser fruto de insatisfações com a liderança, problemas de comunicação e clareza ao delegar as tarefas ou até problemas pessoais e de saúde de seus funcionários.

Porém, com um treinamento de equipes, eles são capazes de desenvolver sua inteligência emocional e saber separar os problemas pessoais do ambiente de trabalho, além de terem a iniciativa de conversar com seu líder para resolver possíveis impasses que estejam atrapalhando a sua produtividade.

4. Aumento das reclamações dos clientes

Além da parte financeira, o melhor termômetro para saber se a sua empresa está indo bem, é avaliando a satisfação dos seus clientes. Eles têm demonstrado insatisfação com o produto ou serviço oferecido, com o atendimento prestado por sua equipe ou houve um aumento no registro de reclamações da organização?

Colaboradores desalinhados com os valores da companhia ou que não tenham recebido o treinamento adequado para apresentar uma postura e conduta padrão e linear, tendem a gerar muitas reclamações por parte dos consumidores.

Além disso, quando se trata de atendimento, o cliente é capaz de perceber quando existem problemas de relacionamento entre colegas de trabalho ou quando são prejudicados de alguma maneira pela falta de atenção do funcionário.

Mas, tudo isso pode ser resolvido com um bom treinamento de equipes, que vai fazer seu time enxergar o valor de cada um e se conectar com os valores da companhia também, desenvolvendo competências para entregar o melhor atendimento possível.

5. Descumprimento de prazos

O descumprimento de prazos impacta e muito no faturamento de uma organização, visto que em qualquer setor eles são necessários e em alguns casos o não cumprimento pode acarretar em multas, rescisões contratuais e processos jurídicos.

Quando cada funcionário passa a entender o seu papel dentro da empresa e o quanto cada ação sua está interligada ao trabalho do restante da equipe, ele cria um senso de responsabilidade que dificilmente será deixado para trás e esse é mais um benefício que um treinamento de equipes pode proporcionar ao seu time.

Portanto, caso você identifique que os prazos estão sendo negligenciados, tente investigar os outros sinais e veja se já não é hora de investir em um treinamento que resgate o poder de sua equipe!

Quer saber como funcionam os treinamentos de desenvolvimento de equipes aplicados pela Circuito Netas? Fale com um de nossos consultores!

5 dicas imperdíveis sobre o desenvolvimento de equipes

Veja algumas ótimas dicas sobre o desenvolvimento de equipes e como o treinamento pode ajudar neste desafio!

O desenvolvimento de equipes é muito importante para qualquer empresa, porém quando se trata de uma grande companhia, esse fator passa a ser primordial para o seu crescimento saudável. Afinal, estamos lidando com pessoas e suas expectativas e, quando isso é bem trabalhado, pode se tornar uma grande vantagem para o sucesso da organização.

Quando falamos em desenvolvimento de equipes, o treinamento vivencial tem um grande poder de mudança no comportamento dos colaboradores, visto que suas atividades permitem uma verdadeira imersão no universo do time, fazendo com que cada membro desenvolva características fundamentais para o trabalho colaborativo.

1. Aplique feedbacks constantes

O feedback é uma excelente ferramenta que serve tanto para mostrar ao colaborador quais são os seus pontos a melhorar e orientá-lo rumo ao caminho certo, quanto para reconhecê-lo por entregar um trabalho de valor e qualidade, motivando-o ainda mais. Portanto, o feedback deve ser aplicado independentemente da situação.

Funcionários que já passaram por treinamentos de equipes costumam ter uma autoconfiança maior com relação às suas habilidades e competências, estando mais preparados para entenderem de fato os pontos abordados em um feedback e utilizando-os de maneira mais construtiva e assertiva.

2. Estruture um bom plano de carreira

Uma equipe em desenvolvimento não deseja ficar para sempre nos mesmos cargos e atribuições, afinal, eles têm o desejo de crescer, aprimorar seus conhecimentos e contribuir cada vez mais com o crescimento da empresa também.

Para isso, estruturar um plano de carreira para todos os cargos da companhia, é uma boa forma de mostrar ao colaborador que ele será recompensado por seus esforços e por mostrar um bom trabalho.

Neste ponto, o treinamento de desenvolvimento de equipes também é capaz de promover um maior engajamento dos funcionários com os objetivos da empresa, por meio de dinâmicas e atividades práticas que mostram o seu real papel no atingimento dos objetivos corporativos.

3. Promova um ambiente colaborativo

A empatia entre os membros, o saber se colocar no lugar do outro é um diferencial competitivo para empresas que prezam pelo desenvolvimento de seu capital humano, enxergando neles os agentes de mudança da companhia.

4. Estabeleça metas e prazos

Estabelecer metas e prazos é algo extremamente útil. Isso porque é a partir de indicadores que o colaborador vai conseguir mensurar o seu desempenho dentro da companhia. Claro que cada caso é um caso e para que ele tenha uma real noção disso, o gestor precisa criar metas e prazos reais e atingíveis, mas sem deixar de ser desafiadores.

5. Invista em treinamento e desenvolvimento

Investir em treinamentos corporativos, sejam eles funcionais — para capacitar os colaboradores na utilização de uma ferramenta, por exemplo — ou comportamentais — como um treinamento de desenvolvimento de equipes — que gera oportunidades de mostrar que a companhia se preocupa com o seu crescimento e quer trabalhar como uma verdadeira parceira, fazendo uma troca justa e honesta.

Essa valorização motiva sua equipe a realmente fazer parte do seu quadro de funcionários, se identificando de fato com a missão, visão e valores de sua companhia e trabalhando em equipe com foco no mesmo resultado.

A sinergia de uma equipe integrada, unida e focada, traz além de um ambiente corporativo muito agradável, uma grande satisfação e admiração por parte de seus clientes e demais stakeholders, que provavelmente sentirão uma melhoria no atendimento e nos serviços prestados. Ou seja, sua empresa só tem a ganhar e seus funcionários também!

Quer saber como a Circuito Netas pode te ajudar a desenvolver e motivar a sua equipe? Fale com um de nossos consultores!